Primeiro de muitos outros posts por ai! Vamos começar?

Imagem

Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta — da melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha desvenda o mistério que envolve sua morte — descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. … Em uma noite chuvosa de fevereiro, Sam é morta em um acidente de carro horrível. Mas em vez de se ver em um túnel de luz, ela acorda na sua própria cama, na manhã do mesmo dia. Forçada a viver com os mesmos eventos ela se esforça para alterar o resultado, mas acorda novamente no dia do acidente. O que se segue é a história de uma menina que ao longo dos dias, descobre através de insights desoladores, as conseqüências de cada ação dela. Uma menina que morreu jovem, mas no processo aprende a viver. E que se apaixona um pouco tarde demais.

Título: Antes que eu vá.          AutorLauren Oliver       EditoraIntrínseca        Skoob        Compre

   A capa foi a primeira coisa que me interessou no livro, mesmo sem ler a sinopse decide que queria compra-lo, aproveitei a Bienal do Livro de São Paulo em 2012 e não hesitei, comprei assim que o vi, paguei uns R$3,00 mais caro por isso mas eu nem me importei.
Lendo a sinopse na hora da compra me encantei pela premissa, algo que eu particularmente não tinha visto em outro livro. Na hora de ir embora sentei na escada do Anhembi e comecei a ler o livro ali mesmo enquanto esperava minha carona.
Confesso que no início o livro não me prendeu logo de cara, algo que se eu sentasse em 1h eu teria terminado de ler, mas fui me embalando aos poucos e deixei a história fluir.
A vida de Samantha é perfeita, ela namora o Rob o cara mais cobiçado do colégio, ela faz parte do grupo de Lindsay, a garota mais poderosa e conhecida da escola, juntamente com Ally e Elody, formando o grupo mais popular da Thomas Jefferson.
E no dia 12 de fevereiro, Dia do Cupido, Sam decidiu, ela vai perder a virgindade com o namorado. E pra colocar seu plano em pratica, ela e sua amigas vão em uma festa em que toda a turma estará presente. E é nessa festa que um grave acidente acontece fazendo todos os planos ruirem, já que Sam agora está morta.
Na manhã seguinte ao acidente, Sam acorda com o som do despertador e acha que tudo não passou de um sonho, mas a partir do momento que ela descobre que as coisa estão se repetindo, ela percebe que terá outra oportunidade.
Os capítulos são longos e pra mim isso torna a leitura um pouco cansativa. A futilidade das personagens é algo quase exagerado, uma coisa meio “Meninas Malvadas”, mas que é algo real.
Depois do 3 capítulo eu acabei me acostumando com a escrita da Lauren Oliver e o que mais me fez querer terminar de ler o livro foi saber o que há de errado com Samantha, porque ela tem essas sete “segundas chances”? E você percebe que em cada recomeço Sam percebe seus pequenos erros e tenta sempre concerta-los. Porque ela estragou tudo? O que ela deve fazer pra concertar seus erros? Ela merecia morrer assim?
A leitura flui e adorei o jeito que Lauren escreve e a história não se torna cansativa pelo fato de haver repetição do mesmo dia, pois em cada novo dia acontece algo que muda tudo.
É um ótimo livro que eu facilmente releria. Super recomendo!
Anúncios